sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

CARNAVAL EM VENEZA

Começa hoje a famosa chamada "festa da carne" aqui no Brasil.
Sim meus amigos, eis que surge mais uma vez o carnaval. Para quem gosta, um prato cheio. Quatro dias e cinco noites de pura orgia, muita bebida, muita dança, muita gente vestindo e principalmente tirando a fantasia, muito samba, suor e cerveja, folia pra dar e vender. Tudo muito, exageradamente, senão não é carnaval. O carnaval é a festa dos excessos, e por este motivo me incomoda um pouco. Carnaval me parece um desespero coletivo, nestas cinco noites faz-se urgente e necessário que se beije muitas e diferentes bocas, que exponha-se o corpo o máximo possível, os foliões respiram sexo e quem não gosta recolhe-se a um cantinho qualquer torcendo para que acabe logo tamanha insanidade.
Em meus mais remotos desejos o carnaval de Veneza sempre esteve presente como a mais perfeita e cobiçada personificação de uma festa verdadeiramente digna de reis e rainhas. Envolta em elegância e mistério o carnaval de Veneza surgiu a partir da tradição do século XVII, onde a nobreza se disfarçava para sair e misturar-se com o povo. Desde então as máscaras são o elemento mais importante deste carnaval.
Uma festa de pessoas finas, requintadas e civilizadas. Infelizmente aqui nos trópicos finésse, requinte e civilização não tem muita graça nestas cinco noites de sacanagem total.
Quanto a mim resta continuar sonhando com toda a beleza e deslumbre daquele que ainda me parece o melhor e mais lúdico carnaval do mundo e permanecer torcendo, num cantinho qualquer, que essa esquizofrenia brasileira acabe o mais rápido possível.


BOM CARNAVAL PRA TODOS!!!!!!

2 comentários:

*Aar Captus* disse...

PERFEITO, resume tudo q eu penso, carnaval é tudo isso q o Esdras disse e nada mais... espero q acabe logo....

P.S.: o vocabulário dele está cada dia melhor, logo eu e Aurélio leremos artigos e pensamentos do Fantástico Mundo desse promissor escritor da vida real, sem o Aurélio não serei mais nada.

esdras b disse...

Não seja exagerada minha amiga. Agradeço o elogio, mas tbm ñ é pra tanto. A gente faz oq pode.

Bjinhus!!!