domingo, 22 de fevereiro de 2009

A FESTA PERFEITA


A casa que nunca está menos que super lotado, tinha pouquíssimas pessoas.
A pista estava quase vazia, deliciosamente espaçosa.
O ambiente pequeno e aconchegante recebia um número reduzido de gente bonita, charmosa, de bom gosto e muito animada.
A decoração, minimalista e requintada, dava um toque todo especial ao clima noir e nostálgico, com um grande e colorido quadro de Marilyn Monroe a nos observar a todos.
Os dj's era um show á parte, animadíssimos e super alto-astral, botaram fogo na festa, conduzindo as pick-ups com energia e muita alegria, mas o som foi a grande atração da noite. Um revival de músicas da minha adolescência, infância e de qdo eu ainda era apenas uma hipótese remota.
Os 90, 80 e 70 bombaram na pista e contagiaram de forma indescritível. Não existem palavras suficientes pra traduzir a energia q fluía poderosa dentro de cada um, e ainda menos em uníssono.
Posso afirmar sem medo de exagerar que foi a melhor festa da minha vida até aqui. E enquanto dançava, totalmente nas nuvens e em êxtase absoluto, Marylin
com seu carão antológico e sorriso escancarado, testemunhava e abençoava a festa perfeita.
E naquele momento, eu fui feliz !!!!!!

Um comentário:

melke disse...

Sou claustrofóbica - As festas, se fossem sempre assim, eu seria feliz.
Nunca vou em festas! rs