quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

TUDO O QUE VOCÊ NÃO DISSE

Querido Esdras

Como você está? Acredito que no mínimo surpreso, pois certamente não esperava uma carta minha não é? Pelo menos, não agora, depois de tanto tempo. Sei que demorei muito, mas sinceramente, de todo o meu coração espero que esteja bem, feliz de verdade, assim como eu gostaria de estar.
Queria ter as palavras certas, aquelas mais belas e sublimes pra poder descrever-te tudo o que sinto, mas como não sou um poeta, vou deixar que as palavras fluam do meu coração exatamente como elas são, simples e verdadeiras, como é o meu sentimento por você.
Talvez eu não tenha mais tempo, talvez seja tarde demais. É tão absurdo isso, eu não sei mais nada sobre você. Onde você mora, onde trabalha, se tem muitos ou poucos amigos, se ainda gosta das mesmas músicas, de cinema, de caminhar naquele parque onde a gente se conheceu de verdade, onde trocamos segredos. É como se estivesse escrevendo uma carta pra um completo desconhecido, mas o meu coração diz que não. Ele diz que você ainda é aquele mesmo garoto de voz mansa e jeito suave que ainda espera um grande amor, e eu rezo ardentemente todos os dias pra que ele não esteja enganado, pra que minhas esperanças não sejam todas dilaceradas uma a uma.
Você não vai acreditar onde estou agora. Em Berna, na Suíça. Estou de folga e vim conhecer um chalé muito charmoso, que na verdade fica em Oberland, afastado a uns poucos quilômetros da capital. O lugar é mágico Esdras, guarnecido por uma natureza escandalosamente verde e azul por todos os lados. As montanhas, ou melhor, os alpes, são fabulosos, tudo aqui é estonteante e é impossível não pensar em você. Foi você quem me contou sobre uma citação de Clarice Lispector, onde ela dizia que aqui tudo era maravilhoso mas faltava demônio em Berna, uma espécie de calor humano, lembra? Pois pra mim aqui não falta nada, apenas você. Fico o tempo todo imaginando como seria perfeito conhecer e desvendar essa cidade com você do meu lado, já pensou? Então eu entenderia o que é felicidade. Depois daqui parto pra Bruxelas, outro lugar que era um sonho seu. Será que ainda é? É incrível como nos últimos tempos tudo tem direcionado meus pensamentos até você. Esdras, sei que te magoei muito, talvez por algo que não fiz, do que por alguma coisa que fiz. Pequei pela omissão, sabia do que sentias por mim e ainda assim preferi me calar, disfarçar, fingir que nada acontecia pra pelo menos usufruir de sua amizade, fui egoísta e cruel eu sei, ignorei seus sentimentos em nome de um benefício próprio. Era cômodo e envaidecedor saber-me especial e desejado por duas pessoas ao mesmo tempo. Um ego ridículo inflou e tomou conta de mim, me sentia o máximo, um super-homem, capaz de provocar as mais loucas sensações em todos a minha volta. Quanta estupidez!!!!!! Te peço perdão por isso. Se existe uma coisa pela qual me arrependo tanto quanto não ter aceitado seu amor na hora certa foi ter fugido daquele beijo que nos prometemos, lembra? Um único beijo que não aconteceu, por insegurança, covardia e medo de me envolver irremediavelmente, não ter coragem de me separar de R. e magoar você com falsas esperanças, fazendo-o sofrer ainda mais. Será que foi melhor assim? São tantas dúvidas, tantas perguntas, que só mesmo olhando nos seus olhos e tocando na sua pele para dissipá-las todas. Será que terei essa chance? Ainda significo alguma coisa pra você?
Já me livrei de todos os meus fantasmas. Finalmente coloquei um ponto final em meu relacionamento com R., e dessa vez é de verdade, acabou mesmo. Foi difícil, delicado, mas não tinha jeito, não havia mais um relacionamento há muito tempo. Eu o olhava e já não sentia mais absolutamente nada, nem mesmo a tal gratidão, que ele usou durante tanto tempo pra me fazer chantagem emocional. Definitivamente enterrei C., foi um grande amor, mas ele não existe mais. Segui-o amando todo o tempo que estive com R. e quase perdi minha sanidade, até que você apareceu e então comecei a organizar minhas ideias e sentimentos novamente, até chegar a esta conclusão que aqui estou e a esta carta.
Amado, você me fez renascer, me despertou pro amor de novo, me fez entender que a vida não acabou por causa de um deslize estúpido, mas tornou-se sim mais preciosa e especial do que antes, e eu quero viver, e te ver, e beijar e amar você.
Será que ainda temos tempo? Será que você ainda espera por mim? Será que ainda quer me fazer feliz?
Eu quero te fazer feliz e vou ao seu encontro, esteja onde estiver.
EU TE AMO!!!!!!


H.




5 comentários:

Isa Lellis disse...

Essa carta é real?
Imagino o que ela significa para você.Não sei de sua historia, mas a crta me fez tentar imaginar, advinhar o que se passou.

Espero que tenha um final feliz...

Li seus outros posts.Gostei do modo como escreve.

Bejo!

eroticromanticvaniamara disse...

Olha só Esdras eu ouvi mentalmente ums trilha sonora francesa romântica enquanto lia o que escreveu. Fluiu desta forma no rítmo do seu texto cara. Lindo por que é verdadeiro, leve por que é colorido com traços de nostalgia. Foi o que eu senti.. e sentir ainda é pra mim a mais importante de todas as coisas.


bjos meu querido!

Histórias do Arteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Histórias do Arteiro disse...

Linda carta! É sempre bom ver o passado bater sua porta outra vez... E vc pode ter a oportunidade de decidir dessa vez. Não sei o que vc passou com essa pessoa, ams parece que foi uma bela história. Espero que tenha o melhor final.
Abraço e obrigado pelos comentários no meu BLog, gostei muito de ler o seu também.

strawberry disse...

nossa!
eu vivi exatamente como vc em um tempo atras...o fato da carta não aconteceu, mas nos encontramos novamente e aquele abraço nunca esquecerei...mas tudo tem um fim e definitivamente depois aconteceu. Mas sem arrependimentos por não ter tentado...
mil bjuxx!!!