sábado, 19 de janeiro de 2013

12 ÓTIMOS FILMES COM TEMÁTICA GLS

1. MINHAS MÃES E MEU PAI (2010)

O filme é um drama familiar com um elenco primoroso, Annette Bening, Julianne Moore, Mark Rufallo e os adolescentes Josh Hutcherson e Mia Wasikowska.
Nic e Jules são casadas e mães de Laser e Joni, concebidos por inseminação artificial. Todos vivem juntos numa grande casa onde reina a paz e a harmonia, porém, quando o casal de irmãos resolvem encontrar o pai biológico, que é um cara super bacana, acontecimentos dramáticos e inesperados abalam essa harmonia familiar.  


2. O PRIMEIRO QUE DISSE (2010)

Nessa película italiana acompanhamos as histórias da família Cantone. A espinha dorsal é o dilema do filho caçula Tommaso, que vive na capital, Roma, mas retorna a cidade natal para uma reunião de família, onde decide aproveitar a comemoração da promoção de seu irmão mais velho, Antonio, na empresa da família, para anunciar sua homossexualidade. O problema é que antes de contar para os demais membros do clã italiano, Tommaso se abre com o irmão e na hora H, em que estão todos reunidos para o jantar, Antonio toma a palavra do irmão e revela antes dele que é gay. Como seria típico de uma família italiana, o rebu está armado. O patriarca tem um infarto, Antonio desaparece e Tommaso fica com uma tremenda batata quente nas mãos. Emocionante e engraçado!

3. MILK - A VOZ DA IGUALDADE (2009)

A história real e inspiradora de Harvey Milk, primeiro homossexual assumido a ser eleito a um cargo público nos Estados Unidos, nos anos 70. O filme narra parte de sua trajetória com coragem e engajamento pelas causas LGBTs, bem como seus romances. Não atoa, Sean Penn levou o Oscar de melhor ator por sua atuação, está estupendo!

 4. ORAÇÕES PARA BOBBY (2009)

Emocionante, doloroso, arrebatador. Neste grande drama real, Bobby faz parte de uma família ultra-religiosa. Ele, um adolescente gay que tenta sufocar de todas as formas seus desejos, decide viver sua natureza, impondo à família sua sexualidade. Todos ficam abalados no início sem saber como agir, mas Mary, a mãe, uma cristã fervorosa resolve "ajudar" o filho, tentando encontrar de todas as formas uma maneira de "curá-lo". Sigourney Weaver em uma atuação nada menos que perfeita, arranca lágrimas de sangue.


5. POUCAS CINZAS (2008)

O filme narra a história de um possível romance entre o jovem pintor Salvador Dalí e o escritor Federico Garcia Lorca. O ano é 1922, Madri está em plena revolução cultural e esses dois artistas se veem envolvidos numa travada relação entre o desejo e a amizade. 
Javier Beltrán como Garcia Lorca está ótimo, já Robert Pattinson na pele de Dalí nem tanto assim, mas vale a pena, a história é boa, a fotografia é linda e as cenas de sexo carregam uma tensão que dá pra segurar com a mão.

6. BACK SOON (2007)

Uma história de amor diferente de tudo que já se viu.
Logan era casado com Adrianne, seu grande amor, de quem ficou viúvo recentemente. Para esquecer as lembranças dolorosas de uma vida a dois cheia de paixão e harmonia, Logan resolve pôr sua casa a venda. O misterioso Gil se interessa pelo imóvel. Envolvido com negócios nada honestos, Gil quer começar vida nova, mas ao conhecer Logan não imaginava como tudo mudaria tão drástica e misteriosamente.
Um belíssimo filme independente que surpreende pela naturalidade e doçura com que trata o romance entre dois homens.




7. SAVE ME (2007)

Religiosidade e homossexualidade quase sempre rendem boas histórias cheias de drama e sofrimento, não é diferente com Save Me. Nesta história acompanhamos a reabilitação de Mark, um homossexual viciado em drogas, que após uma overdose é internado por seus familiares em uma clínica evangélica, que promete, além de deixá-lo livre das drogas, transformá-lo em heterossexual. A primeira missão é cumprida com louvor, já a segunda se torna um pouco mais complicada para a obstinada Gayle, mentora de Mark, já que ele se apaixona e é correspondido por Scott, outro interno considerado ex-gay. Além da boa história, ainda tem a maravilhosa Judith Light, a Claire Meade de "Ugly Betty" e o boy-magia Robert Cant, o Ben de "Queer As Folk".

8. MÁ EDUCAÇÃO (2004)

O mestre Pedro Almodóvar mata a pau nesta rocambolesca trama. 
Inácio e Enrique estudavam juntos no mesmo colégio de padres e se gostavam mais do que amigos. O pedófilo padre Manolo flagra os dois amigos juntos e expulsa do colégio o mais velho, Enrique, tendo o caminho livre para molestar Inácio. Muitos anos se passam, Enrique agora é um famoso cineasta em crise de inspiração e Inácio é um ator em busca de um grande papel, que procura Enrique depois de longo tempo sem vê-lo com um suposto roteiro escrito por ele. Encantado com a estória e o reencontro com seu amor da infância, Enrique decide fazer o filme e volta a se envolver com Inácio. O filme promete ser um sucesso e o romance com Inácio vai de vento em popa, até Enrique ser cruelmente surpreendido por uma terrível revelação. 


9. CAUBÓIS E ANJOS (2003)

De toda a lista, acho que é o meu preferido. Uma história despretensiosa sobre um garoto que tem um emprego burocrático, mas sonha em entrar pra faculdade de artes. Como primeiro passo pra mudar sua vida sem graça, decide dividir apartamento com um colega. O colega é um estudante de moda, gay, que transforma a vida de Shane, seu nome é Vincent e entre brigas, festas e grandes confusões os dois mostram o valor de uma grande amizade. Filme lindo e inspirador sobre correr atrás de seus sonhos e a importância de ter alguém que te impulsione a realizá-los. Apaixonante!


10. LATTER DAYS (2003)

Romance que narra a história de um jovem mórmon, Aaron, que se torna alvo de uma aposta, em que o promíscuo Christian tem que levá-lo pra cama. O que Christian não contava era se apaixonar de verdade pelo doce Aaron. Levando-o a uma via-crúcis pra viver esse amor impossível. O filme é lindo e ainda tem Jaqueline Bisset e Joseph Gordon-Levitt no elenco.

11. MONSTER - DESEJO ASSASSINO (2003)

Mais uma história real estarrecedora. Aileen Wuornos sofreu abusos frequentes na infância e adolescência, o que a fez ter pavor dos homens. Já adulta torna-se prostituta e conhece seu único e verdadeiro amor, a lésbica Selby. As duas vivem uma relação conturbada, que só piora quando Aileen comete seu primeiro assassinato e torna isso um hábito, roubando seus clientes antes de matá-los. Conhecida como a primeira serial-killer dos Estados Unidos, Aileen foi condenada a pena de morte. Charlize Theron conseguiu fazer um trabalho magnífico, ficando monstruosa para contar a vida desgraçada dessa infeliz mulher e ganhou um Oscar.

12. APENAS UMA QUESTÃO DE AMOR (2000)

Laurent é gay, mas esconde da família. Ele vive em outra cidade dividindo apartamento com uma amiga, que finge ser namorada quando necessário. Ele é cobrado por todos pra que se assuma de uma vez perante os familiares, mas Laurent tem um bom motivo para não fazê-lo. Seu primo Mark, também era gay e morreu infectado pela aids. Os parentes não se conformam e não aceitam até hoje a "escolha"  de Mark, que morreu só porque era gay. Acontece que o destino põe no caminho de Laurent o belo Cédric, uma paixão que vira seu mundo de cabeça pra baixo. Como se não bastasse a linda história de amor, o filme ainda é francês!

2 comentários:

Histórias do Arteiro disse...

Muito bom, Esdras! Alguns eu nao conhecia e verei com certeza! E tem na lista o que considero o melhor filme gay que já vi, "Latter days", um filme fantastico que mostra o real amor entre dois jovens tão diferentes. E ainda tem Joseph Gordon Levitt (que adoro!) bem no comecinho da carreira. Amo!

Angel Montfort disse...

Esdras no Filme francês "Apenas Uma Questão de Amor" o personagem Mark morre de Hepatite e não de Aids, os pais deles é que afirmam durante todo o filme que o filho morreu de Aids numa forma de tornar a homossexualidade algo ruim, isso é bem explicado no filme.

Abração. Adorei o recanto.