segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

5 ANOS DE BORBOLETAS NA JANELA





Oficialmente o blog fez aniversário ontem, dia 27 de janeiro, mas esqueci. De qualquer forma, não poderia deixar passar em branco essa data tão significativa para o "Borboletas na Janela". Eis a postagem de comemoração.

Quando tudo começou naquele domingo, 27 de janeiro de 2008, as coisas eram bem diferentes do que é hoje. Olho pra trás e penso que já faz tanto tempo, tantas coisas aconteceram e ao mesmo tempo, não faz tanto tempo assim, as memórias estão tão frescas, parece que foi ontem.

O fato é que escrever, pra mim, sempre foi a única coisa que soube fazer de bom. Tudo começou como uma brincadeira aos nove anos de idade e foi crescendo, crescendo, me absorvendo e de repente me vi assim, sem saber fazer qualquer outra coisa que me desse prazer de verdade, como já dizia Peninha em sua canção "Sonhos", imortalizada por Caetano.

Até descobrir que escrever poderia ser uma profissão de verdade, sofri por não encontrar dentro de mim nenhum tipo de vocação pra qualquer outra coisa. Então fui escrevendo minhas fantasias desde bem pequeno, em pilhas e mais pilhas de cadernos que ninguém nunca leu. E as fantasias foram ficando mais densas e elaboradas na adolescência. Já adulto, comecei a trilhar caminhos tortuosos, numa batalha incessante pelo sonho de viver da escrita e foi então que a cinco anos atrás, logo após comprar meu primeiro computador comecei o exercício mais prazeroso da minha vida ao criar este blog singelo e especial.

Nunca ganhei nada com o meu "Borboletas na Janela", sou seguido por algumas pessoas e fui lido pouquíssimas vezes. Meu blog nunca bombou na internet, nem nunca teve tal pretensão, mas com certeza sem ele, meu mundo virtual e talvez até o real não teria a mínima graça. Obviamente eu gosto que as pessoas me acompanhem por aqui, lendo e seguindo minhas ideias, opiniões, anseios e fantasias, comentando com elogios, críticas e troca de ideias, mas apesar de raramente isso acontecer não me desmotiva nem um milímetro em seguir com a minha escrita boba ou profunda, ingênua ou esperta, mantendo a manutenção do blog.

Já houve altos e baixos, já tive momentos de grande inspiração e inquietação e outros de desânimo, reclusão, falta de ideias, mas ele continuou firme e forte durante todos esses anos, como um companheiro fiel, um confidente, um amigo íntimo e exclusivo com quem falei sobre cinema, comentando e analisando os filmes mais legais que já vi e aqueles super especiais que ficaram guardados pra sempre na minha memória como as histórias da minha vida. Confidenciei também sobre amores que não vivi, platônicos, impossíveis e o quanto me doeu, fiz isso em forma de conto, de poesia, de segredo revelado. Desabafei minhas frustrações todas. Falei de minha paixão pelo mundo das artes, dos meus livros preferidos, do desejo de viajar por aí conhecendo os lugares mais bonitos do mundo. Contei sobre pessoas que me magoaram, lembranças do passado, amigos que me fazem falta. Relatei festas incríveis, momentos de solidão, dias de tristeza e desilusão. Confessei uma queda irreversível pelo glamour, pelo requinte e a sofisticação, o luxo afinal. Admiti que idealizo um amor perfeito, desses de cinema, embora ele não exista. Citei e transcrevi escritores famosos. Critiquei com ironia e sarcasmo, e as vezes certa revolta comentários e atitudes de famosos e anônimos. Enfim, vivi esse blog, carinhosamente chamado de Borboletas na Janela intensamente.

Eu tinha 26 anos quando o pari e tenho 31 anos hoje. O que mudou afinal nesses 1826 dias? Amadureci, e amadurecendo fui derrubando barreiras, atravessando estradas, desbravando lugares e criando minhas oportunidades pra realizar os sonhos que ainda são os mesmos de 5 anos atrás, mas agora muito mais perto de serem concretizados. E como na vida tudo é transitório e um dia chega ao fim esse será o último aniversário do "Borboletas na Janela" que ainda pode durar alguns dias, semanas ou talvez meses, mas não completará mais um ano de vida.

Outro tempo começa pra mim agora, uma nova fase. Novos acontecimentos, novas situações, novas pessoas, novos anseios, novos encontros e por que não também, novos desencontros, decepções, desilusões? E com certeza outros sonhos e um novo blog, porque escrever é o que ainda me faz mais feliz.

Parabéns BORBOLETAS NA JANELA e obrigado por esses 5 anos!

2 comentários:

Fases de Mim! disse...

Parabéns Esdras!

Durante esses anos você viveu Borboletas na janela intensamente...fez amigos,dividiu teus anseios,teus segredos,teus sonhos...tua essência mais nua e crua!E PURA!
Se doou...por inteiro!

Então...sei que se você esta se despedindo...é por que tem em vista novos voos...afinal...novos ciclos...boa sorte em teu novo blog...mas Borboletas na janela...também fez parte da minha vida...e apesar de não ler sempre todas as postagens ...as que acompanhei,vibrei,me emocionei e curti cada uma delas.

Sentirei saudades...

Histórias do Arteiro disse...

Querido, feliz aniversario para o blog e nós, seus fieis leitores sentimos que fazemos parta dessa historia, vivendo contigo suas dores e vibrando com suas alegrias! Te conheci através do nosso amor pelo cinema e encontrei uma pessoa muito sensivel e especial com o qual me identifico muito.
Seja lá qual caminho decidir seguir, continue sempre escrevendo muito como você sabe fazer muiitissimo bem. O Borboletas sempre vai fazer parte da nossa vida... Abraços, queridão!